quinta-feira

Um testemunho de Manuel Monteiro a convite de Medina Carreira

Manuel Monteiro é, seguramente, um homem íntegro, esteve na vida pública com lisura, dela não se aproveitou, como fazem centenas de políticos medianos, dentro e fora do parlamento e dos partidos. Só é pena não se ter apercebido dos defeitos do escol dirigente quando exercia o poder como líder do CDS/PP, ou imediatamente após a sua saída, quando perdeu o partido para Paulo Portas. Fazê-lo agora tem alguma validade, mas não o vigor da sua denúncia quando exercia o poder ou após a sua retirada da vida política activa, pois nessa fase a sua influência para alterar aspectos que alimentam essa podridão geral da vida pública nacional - era muito maior do que o é hoje. Sem retirar ética e moral ao seu capital de queixa, a eficiência e eficácia da sua denúncia cai hoje em saco roto. De fora do sistema jamais conseguirá alterar um só aspecto das centenas de disfunções que o sistema político comporta. Mas valeu o esforço. 


Etiquetas: , , , , , , , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home