quarta-feira

Mariana Mortágua: "Não teremos saudades do vosso poder"

Mortágua - aqui a vaticinar a morte múltipla de cavaco e do governo de extrema-direita que se habituou a querer continuar a mandar em Portugal como quem faz xixi no seu próprio quintal. Sucede, porém, que Portugal não é (mais) o quintal dessa troika nociva - de cavaco, paulo e pedro - estes terão, doravante, de mostrar o que valem na oposição, e será nesse estatuto que representarão os portugueses que neles confiaram.

Ao tentar vender as empresas públicas a pataco, de que a TAP é um triste exemplo, ao fazer nomeações politico-partidárias a eito esbulhando o erário público e instalando os amiguinhos no aparelho de Estado, ao auditar os empresários e os banqueiros amigos de cavaco - tudo isso revela bem a noção de poder patrimonialista que essa triste troika tem do país e do que é gerir Portugal. 

Esse fim de ciclo da direita radical, que esmagava salários, funcionava em prol da banca, espoliava funcionários públicos e pensionistas - chegou ao fim. 

Graça a Deus e às esquerdas. Este é o tempo de demonstrarem o que elas valem no exercício do poder. 



____________


Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home