sexta-feira

Evocação de Aquilino Ribeiro - Quando os lobos uivam -

"A nação é de todos. A nação tem de ser igual para todos. Se não é igual para todos, é que os dirigentes, que se chamam Estado, se tornaram quadrilha. Se não presta ouvido ao que eu penso e não me deixa pensar como quero, se não deixa liberdade aos meus actos, desde que não prejudiquem o vizinho, tornou-se cárcere."
Aquilino Ribeiro, in "Quando os lobos uivam"

__________

Obs: Triste, senão mesmo trágico, é reconhecer no que Portugal hoje se tornou: numa "quadrilha" mais ou menos institucionalizada que capturou alguns centros de poder e decisão nevrálgicos do aparelho de Estado. E que, para regressar à normalidade da liberdade e da legalidade da vida democrática - tenha de se apoiar na acção-denúncia de um sindicalista (da AT) para interromper o curso gestionário desse "golpe de Estado fiscal" que atingia mortalmente a esmagadora maioria dos portugueses, em benefício dumas dezenas de VIPs, ricos e influentes - cujo papel consistia em financiar a campanha política do XIX Governo (in)Constitucional e gerar um clima global favorável à manutenção do passismo, cujas metástases escavacam o que resta da economia e da sociedade em Portugal. 

_______________

Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home