quarta-feira

Propaganda em diferido



Nota: Imagem picada no rizoma
Categoria: milagres
_____________________






______________

Obs: É sabido que a propaganda política é uma empresa organizada para influenciar e dirigir a opinião pública. 
Todavia, nunca ela foi tão interesseira, falsa, programada, manipulada, perversa, enfim, MISERÁVEL - como é desde 2011.
- Tal como o anúncio da subida do valor do salário mínimo (anunciado para produzir efeitos muito depois), também esta promessa do ministro mais frouxo do XIX Governo (in)Constitucional (que antes de o ser já era, por causa do IVA da restauração...) - é feito para produzir efeitos daqui a um ano, ou mais, de preferência que a medida comece a produzir efeitos psicológicos nas massas em vésperas das eleições legislativas.
- A situação, de per se, já é grave, mas não menos grave, no plano ético-moral, é esta classe de governantes impreparada, que anda literalmente a apanhar bonés, pretender fazer-nos a todos de idiotas. Julgam, por um lado, que governam, por outro, acreditam que enganam o povo com as suas patranhas. Depois, a realidade assevera que não fazem uma coisa nem outra.
- O soldadinho disciplinado que é Pires de Lima - já devia saber que há pessoas que sabem beber cerveja, e, tal como os bons vinhos, são já muitos os portugueses que sabem distinguir um bom néctar dum vinho a martelo.
- Pires de Lima - se se quiser embebedar com promessas socioeleitorais miseráveis - que o faça sozinho. Não se iluda pensando que já alguém acredita nele e nas suas pobres palavras. 
- Mesmo tratando-se de propaganda - a fórmula diferida no tempo é má, porque demasiado primária e previsível. De resto, está em linha com aquilo que o Sr. Pires já nos habituou. Outro que nem em roda-pé ficará na estória...
___________


Etiquetas: , , , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home