terça-feira

Porta e & Passos Coelho S.A. O maior embuste desde 1974


____________________

Obs: Descontado o teor desta entrevista de Paulinho Portas, mais uma em que ele verdadeiramente se revela, é lamentável vê-lo, em Abril de 2014, afirmar perante os portugueses e em resposta aos ditames do FMI, que o ajustamento da economia portuguesa já se fez e que, por essa razão, os salários não terão de sofrer mais um corte, conforme deseja o FMI; ao invés, o país assiste Passos Coelho, o alegado primeiro-ministro, declarar não saber se há condições para baixar impostos e, agora, até declara que tenciona subir o salário mínimo, só não se sabe é para quando. 

Entre esta dupla-maravilha o desacordo não poderia ser mais gritante; ainda que ambos se apoiem na dissimulação geradora da mentira que se institucionalizou em Portugal, desde 2011. Eis os seu método de governação. 

Ou seja, Portas, líder do proclamado partido dos idosos, dos agricultores, pensionistas e demais sectores fragilizados da população - manifesta uma vontade em baixar o IRS, o IVA (por pressão dos empresários amigos) de molde a dar uma folga aos portugueses a fim de fomentar a procura interna e por a economia a mexer; Passos Coelho, ao invés, fixa-se no "nim", faz afirmações sem qualquer fundamento em estudos conhecidos, como relativamente à sustentabilidade da Segurança social, e ostenta um brilhosinho nos olhos quando, ultrapassando a troika pela direita, defende que a Austeridade é para manter.

Pelo caminho, a dupla maravilha de Passos & Portas - vai esbulhando mais salários aos fp e aos pensionistas, que vão ter uma velhice tão criminosa quanto negligente por parte deste miserável governo que os saqueia sem nó nem piedade, encerra escolas, fecha tribunais e centros de saúde e, doravante, até os serviços de Finanças pretende encerrar em nome da austeridade.

As consequências sociais e económicas destes cortes cegos são brutais junto das populações, que vivem na incerteza e sob ameaça diária de desconhecerem o futuro imediato. 

Eis o método que infunde o MEDO nas populações escolhido por este governo para fingir que governa, e enquanto difunde a incerteza e o pânico nas populações paralisa a sua capacidade de reacção, e é com base nessa PARALISIA que este governo criminoso vai impondo os cortes cegos que estão a escavacar Portugal aos solavancos  e a destruir a vida aos portugueses. 

Até quando, dr. Aníbal?!

_____________


Etiquetas: , , , , , , , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home