segunda-feira

Entre Pedro e Paulo há um mar de diferenças


O da esquerda - que alegadamente ainda é primeiro-ministro - especializou-se em anunciar impostos, cortes salariais à função pública, esbulhos sucessivos aos reformados e pensionistas; Portas, ao invés, promove a economia nacional e relança as exportações, é uma ponta-de-lança da economia lusa a Oriente, barra o caminho ao FMI, começa a desvalorizar o sentido da austeridade - que considera já ser nociva à livre iniciativa e ao empreendedorismo, como hoje se diz. 

Entre um e outro há um mar de diferenças. O estranho é que Passos Coelho, por força de conviver com o seu parceiro de coligação, tem demonstrado, até à exaustão, nada ter aprendido com Portas, e podia fazê-lo. Porventura, é também por isso que tem cabido a Portas desempenhar o verdadeiro papel de PM, e assim é entendido intra e extra-muros. 

O que terá pensado Portas da nomeação de Relvas por Passos Coelho para o CN do PSD...


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home