terça-feira

A lógica do Rizoma - reflexivo - O que é um Thinking blogger?

ALGUMA NOTAS MACROSCÓPICAS ACERCA DESTA CATEGORIA EMERGENTE DE Thinking blogger:
O QUE SERÁ UM BLOG PENSANTE/PENSADOR? CORRESPONDERÁ ESSA CATEGORIA A UM INDIVÍDUO REFLEXIVO? SERÁ UM ESPAÇO DE REFLEXÃO QUE SERVE PARA DESCREVER AS CONEXÕES ENTRE CONHECIMENTO E VIDA SOCIAL?
SENDO QUE ESSE CONHECIMENTO ADQUIRIDO - CONFECCIONADO E VEICULADO PELA BLOGOSFERA - ACABA POR AFECTAR O MODO COMO NELA AGIMOS? SERÁ QUE O FACTO DE ESTES BLOGS DE REFLEXÃO CONSIDERAREM QUE SÃO ESPAÇOS DE REFLEXÃO PODEM, IN EXTENSO, INDUZIR OUTROS A PROCURAR ESSES ÍNDICES DE PENSAMENTO/REFLEXÃO/REFLEXIVIDADE...
SEJA COMO FÔR, QUEM SABE QUE FAZ REFLEXÃO (PURA E APLICADA) AOS FACTOS SOCIAIS COM PESO POLÍTICO - SABE-O EM BAIXINHO, OU SEJA, OU OS OUTROS O RECONHECEM DE FORMA ESPONTÂNEA, AUTÊNTICA E DESINTERESSADA OU NADA DIZEM - E AÍ CONTINUAMOS A PENSAR BAIXINHO AQUILO QUE SEMPRE PENSÁMOS.
CONTUDO, AQUILO QUE ACHO MAIS PARADOXAL NESTE GRUPO ESTIMÁVEL DE BLOGS/ESPAÇOS DE REFLEXÃO (ONDE TENHO TB O PRAZER DE FIGURAR) É PODER PENSAR-SE QUE INTEGRAMOS ESSA CATEGORIA INTELECTUAL POR ESTE PEQUENO EXERCÍCIO, E NÃO, COMO SERIA SUPOSTO, POR AQUILO QUE DE MAIS PRODUTIVO, ORIGINAL TODOS, MAIS OU MENOS, VAMOS PRODUZINDO. OU SERÁ QUE ISTO NÃO PASSA DUM PRETEXTO PARA NOS ABALANÇARMOS PARA O BANQUETE.
JÁ AGORA, O QUE É O BANQUETE?
O André, o Eduardo e o Rui entraram no jogo do «thinking bloggers award...». E meteram-me ao barulho, o que, pese embora a dificuldade de me passarem para cima uma escolha sempre difícil, não deixo de anotar a simpatia. Não sou demancha-prazeres e como diz o Eduardo:«e eu, que sempre fujo deste tipo de jogos, desta vez, deixei-me apanhar. Uma vez não são vezes.» Ou com escreve o André, isto exige ser, citando Céline... «Punheteiro, tímido, intelectual e tudo...!»Para além disso, se por cada um tivesse, para manter a corrente, enumerar cinco blogues, em bom rigor, teria que citar quinze. Mas, isso seria um exagero. Obrigado voluntariamente a escolher, escolho: Tugir, Vida das Coisas, Contra Capa, MissPearls e Portugal dos Pequeninos (pensavas que te escapavas). Agora armem-se em finos!
Publicado por tomas vasques em 23.4.07
A cortezia fica sempre bem, além de ser uma forma de humanizarmos os nossos impulsos menos urbanos, mas aproveito para agradecer ao Tomás Vasques - e aos demais autores de blogs supra-citados - a referência. Embora eu - para me armar em fino, como alí é sugerido, pense que isto decorre, em rigor, duma constatação: o tempo, consabidamente, em nossas vidas flui rápido, depois dos 40 passa a ser supersónico, daí a necessidade que, porventura, alguns desses Thinking bloggers possam ter em lutar contra esse síndrome do esvaziamento - hoje muito corrente nos editores de jornais e directores de estações de rádio e tv. E também entre nós..., não raro por um capricho maior do que nós.
Das duas uma: ou continuamos uns cáfilas, como aqueles jornalistas de poltrona que temem a concorrência soprada daqui (porque sabem que perdem em todos os tabuleiros: velocidade, quantidade, qualidade, análise, abrangência e o mais no tratamento da informação); ou humanizamos a "besta" e puxamos o lustro ao cágado, que é como quem diz ao Rizoma cuja corrente integramos.
Creio que se optarmos por esta última via seremos mais fácilmente um blogger thinker (porque nos indentificamos com as estruturas conectivas que o balizam); se fizermos o gatekeeper não passaremos duns cáfilas de poltrona, retrato fiel do que hoje são a generalidade dos jornalistas tradicionais.
O problema é que o dia tem apenas 25h...

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home