domingo

O PS clona o PCP naquilo que ele tem de pior: o estalinismo

  • O NOJO DA POLÍTICA À ESQUERDA
  • Do nojo da Política à direita (com aquele abraço Mendes-jardim - no post infra), segue-se o nojo à esquerda. Cada vez mais me convenço que os partidos políticos em Portugal deveriam pagar iVA à taxa de 780% para terem alvará de utilização. Paralelamente, Manel Mª. Carrilho deveria ser suspenso da vida pública portuguesa por manifesta irresponsabilidade política (local/autárquica e nacional como deputado), e nem se percebe o que faz no Parlamento além de ocupar o lugar naquele seu mundinho povoado de vaidade irritante e vazia. Escrever livros de filosofia também não passa dum jogo de racionalidade hermético de trazer por casa, de modo que tudo alí é confinante, exasperante, definhante, decadente e deprimente. Talvez alguma estilista o possa ajudar nessa hermeneutica...Talvez uma viagem a katmandu com escala no Tibete lhe fizesse bem... Talvez um bilhete só de ida para Jakarta.

Aqui urge "ouver" o que Marcelo dirá destas "fantochadas" num estado de direito e também o que depois António Vitorino poderá dizer de forma mais estruturada, como, aliás, já vem sendo hábito. É óbvio que não vamos aqui comparar o que Vitorino com as bujardas piedosas daquele, até porque Marcelo já disse ao país a semana passada que só actua enquadrado pelos gatos fedorentos. Qualquer dia ainda fazem uma parceria e apresentam as Escolhas a meias com Inês Pedrosa a citar piadas ao lado de R. Araújo... Por isso, os leitores do Macro também não se admirem de um dia destes nos depararmos com Rebelo de Sousa a fazer um spot Pub. promovendo os serviços de telecom. da Telecom integrado da equipa dos fedorentos. Como diria a minha avózinha: ó netinho eu desde que vi um porco andar de bicicleta já acredito em tudo...Vamos agora ao PS e aos métodos estalinistas que importou do velhinho PCP... Que Deus me perdoe, mas por vezes penso que estou na Albânia.

Tudo porque Nuno Gaioso Ribeiro (nº 2 do PS em Lisboa ousou criticar Carrilho, essa "flôr de estufa" que tem primado pela ausência..., faltosa). O motivo do conflito está sistematizado nesta entrevista (ao Dn)

in Jumento:
Concelhia do PS de Lisboa imita o PCP. Ficámos a saber que no PS quem se mete com o Carrilho leva. Foi uma barbaridade o que sucedeu, um vereador diz que Carrilho não faz nada, o que todos os portugueses sabem, e acabou saneado por uma concelhia reunida em ambiente de Revolução Cultural. O homem foi banido e enxovalhado em público pelos guardas vermelhos do PS de Lisboa.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home