quarta-feira

Albuquerque deu luz verde a aumento salarial de 1110 euros já depois das eleições

Nota prévia: Não deixa de ser curioso o pedido de autorização do sr. Inspector 10 meses antes dessa autorização ter sido concedida. DEZ meses... 

- É um pedido de autorização muito premonitório e esclarecedor...

________

Albuquerque deu luz verde a aumento salarial de 1110 euros já depois das eleições

Albuquerque deu luz verde a aumento salarial de 1110 euros já depois das eleições
Maria Luís Albuquerque, a antiga ministra das Finanças, autorizou, já depois das eleições de 4 de Outubro, o inspector-geral das Finanças a optar pela remuneração de auditor-chefe no Tribunal de Contas, o que lhe permitiu um aumento mais 1110 euros mensais, avança hoje o jornal Público.
A ex-ministra das Finanças suportou a sua decisão numa norma legal que a Procuradoria-Geral da República revogou no final do ano passado, sendo que a sua autorização é publicada dez meses após o pedido do inspector-geral das Finanças, Vítor Braz.
Enquanto auditor-chefe no Tribunal de Contas, Vítor Braz auferia um salário bruto de 4844 euros e não tinha direito a despesas de representação. No cargo de inspector de Finanças, o salário é de 3734 euros brutos, a que se soma 778 euros de despesas de representação.
Vítor Bras recebe agora 5622 euros mensais, mais 1110 do que receberia sem o despacho de Maria Luís.
Situação semelhante estão quatro subinspectores que também optaram pela remuneração que tinham no cargo anterior, neste caso na própria IGF, onde tinham salários superiores.
_____________

Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home