quarta-feira

O sr. Silva: o troublemaker



- Há dois anos, por ocasião da demissão de Vitor Gaspar, que reconheceu ter escavacado a economia nacional e destruído o tecido economico português agravado com o número de circo do "irrevogável" Portas, o sr. Silva, a quem Sousa Tavares cunhou de "palhaço", deveria ter dissolvido a AR e ter convocado eleições legislativas antecipadas. 

- Evitava assim o pântano que se veio a criar depois, até ao abismo em que nos encontramos. Agora, dá-se ao lixo de quasi-impor aos portugueses que votem no sentido de encontrar uma maioria a três no Parlamento, dadas as dificuldades em o PS - isoladamente - obter a maioria absoluta, e esse desiderato também não se prefigurar plausível por parte da coligação negativa do centro-direita que Cavaco patrocina, como quem vende balões à entrada (ou saída!!!) da antiga Feira Popular. 

- Este é o estado da arte: um PR a instar os portugueses como devem ou não votar, deixando como referência o caso finlandês. Este é o sr. Silva no esplendor da sua máxima magnanimidade, o mesmo que se queixava de a reforma do BdP - de cerca de 10.000€ - ser insuficiente para pagar as despesas lá de casa. 

- "Razão" tinha Miguel Sousa Tavares, ou então é o (ainda) locatário de Belém que pretende fazer dos portugueses autênticos palhaços...

- Numa palavra: em vez de os portugueses terem em Belém um elemento de verdadeira moderação e isenção da vida política nacional, que não seja tendencioso - favorecendo uns partidos (PSD+CDS) em detrimento de outros, têm no Palácio Rosa um verdadeiro TROUBLEMAKER.


___________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home