domingo

Portugal emite dívida a 22 anos

Nota prévia: O Estado-passista foi o que mais impostos aumentou desde 1974, e fê-lo com crueldade social e de forma cega. O mesmo Estado-parasita arrecadou em impostos mais de 600M€  relativamente a 2014. 
- Na prática, a necessidade de o Estado voltar a emitir dívida pública redunda numa lamentável confissão: afinal, os cofres do Estado estão é cheios de ar - dos arrotos da ministra das Finanças, e que este incompetente e perdulário Governo gasta mais ao erário público do que aquilo que recebeu em impostos. Com a agravante de 2011 a 2015 o estarola de Massamá não ter feito outra coisa senão aumentar progressivamente todos os impostos (às pessoas e às empresas) - e diminuiu drasticamente - em qualidade e em quantidade - os serviços de saúde, de educação, de transportes e o mais que permite a uma sociedade funcionar em harmonia.
- Numa palavra: o Sr. Passos conseguiu tão somente realizar a seguinte "proeza": agravar o nível da dívida pública dos 98% (em 2011) para 130%, em 2014. 
- Eis a marca d´água destruidora de Passos coelho à frente do Estado em Portugal. Se calhar é por causa desses péssimos resultados, e por o Estado ter os cofres vazios, ao invés do que defendia a ministra das Finanças, que lança mais uma emissão de dívida pública. 



Portugal emite dívida a 22 anos

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home