sexta-feira

Joana marques vidal: um verbo de encher na Justiça em Portugal

Nota prévia: No caso dos submarinos, que envolveu Portas até ao pescoço, o que a srª PGR disse foi que se tratava de um estudo de caso e que lamentava as fugas ao segredo de justiça. Neste outro caso, de mais baixa densidade, porque envolve verbas menores, o que dirá aquele "verbo de encher" nomeado pelo PR sob proposta do Governo...

Será, porventura, mais outro case-study..
________

Em causa estão suspeitas de ilegalidades relacionadas com fundos europeus atribuídos à empresa, que teve Passos como consultor e administrador

PGR confirma que recebeu relatório do Organismo Europeu Antifraude sobre o caso Tecnoforma (...)

_________

Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home