segunda-feira

Roma a arder ao som de Muppet show - batteur fou

Numa linguagem corrente, digamos que a senhora que canta assume o papel de boazinha, uma espécie de Carlos Costa do BdP; o baterista, o rebelde baterista.., só toca a música que quer e do modo e intensidade que quer, o que colide profundamente com a cadência da vocalista. Assim, temos uma orquestra brutalmente desafinada: o polícia bom, representado na vocalista, e os prevaricadores (Salgado, Bava, Granadeiro e tutti quantti) personificados aqui no excelso baterista. No fundo, o mundo é - ou pode ser - a cores, e se quisermos ele pode até converter-se numa grande brincadeira, mesmo que Roma esteja a arder...


______________
_______
__

Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home