terça-feira

Passos Coelho e o complexo do anão político


A MARRECA - EM ADIANTADA FORMAÇÃO DE CURVATURA - DE PASSOS COELHO ACABA POR DENUNCIAR A SUA PROVINCIANA REVERÊNCIA - PARA NÃO DIZER SUBSERVIÊNCIA - RELATIVAMENTE À DDT, ANGELA MERKEL. 


- Passos Coelho tem criticado a Grécia na defesa dos seus legítimos interesses, e julga que assim fica mais bem visto perante Merkel, os mercados e o conjunto ultra-liberal da Europa que tem espoliado os países do Sul - e que até o FMI já reconheceu que as receitas austeritárias - via troika - têm destruído os alicerces dessas economias mais frágeis e exterminado com as classes médias correspondentes

- Coelho comporta-se assim como aquele miúdo que ofende os outros quando está na presença do Pai (ou do irmão mais velho), mas quando se encontra sozinho com os colegas cala-se e desaparece cobardemente. 

- Daqui nasce a figura do complexo do anão político (que pretende ser um gigante às costas de Merkel), a qual decorre, em rigor, de múltiplos complexos de inferioridade recalcados e que desfilam na sua "sintomatologia" política. 

- É a versão do moderno sabujo, do homem sem carácter que não presta para a Política - que é, como defendeu Aristóteles e Sócrates - a actividade mais nobre de todas. 

- A esta luz, é impressionante, porque sintomático, como toda a linguagem corporal do alegado PM denuncia a sua posição politicamente subserviente que apouca Portugal e os portugueses

- Coelho - além de ser um péssimo actor político, porque impreparado técnica e politicamente, tem-se revelado um dignitário do Estado que tem achincalhado as suas instituições e degradado a função de representação externa do Estado português.

- Só por isso já - há muito - se deveria ter demitido. 



Passos não falou com Tsipras. Mas diz que não tem antipatia pelo Governo grego

Primeiro ministro diz que "conclusão bem sucedida" do programa de ajustamento poderia ajudar a Grécia a resolver os problemas de financiamento externo. Tsipras insiste num novo programa.  



___________



Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home