domingo

"Je suis Syriza": Alberto João Jardim usa chapéu grego no Carnaval

Nota prévia:  Diga-se o que se disser, Alberto João Jardim é um produto de marketing acabado que se faz a si próprio no melhor embrulho político, mesmo após ter cessado funções depois de quase 4 décadas de exercício do poder à frente do Governo regional da Madeira. Alberto João Jardim consegue ser histriónico e polarizador uma energia contra o líder do seu próprio partido - e, ao mesmo tempo, manifestar solidariedade activa ao povo grego, que viu as suas vidas completamente destruídas em nome de políticas de austeridade que, comprovadamente, se manifestaram anti-económicas e anti-sociais. Uma realidade que até foi reconhecida, postumamente, pelo próprio FMI. Nesse sentido, AJJ foi igual a si próprio e revelou que só obedece à sua própria consciência. Neste caso, uma consciência social, que é coisa que o ensimesmado satélite da DDT (Merkel) - Passos Colho - não consegue revelar. 

_________


"Je suis Syriza": Alberto João Jardim usa chapéu grego no Carnaval

Publicado hoje às 10:43

Global Imagens/ Homem de Gouveia
"Je suis Syriza": Alberto João Jardim usa chapéu grego no Carnaval
A um mês e meio das eleições regionais, o social-democrata, que sai do poder após quase 40 anos, aproveitou para dizer que «o povo é soberano» e que «se o próximo governo [madeirense] for um governo para estar de cócoras com Lisboa vai para a rua».
«Isto não é para queques. [...] Se o governo se agachar a Lisboa e não exigir os direitos do povo madeirense, obviamente 'je suis un Syriza'», afirmou, lembrando ainda que o povo madeirense sofreu «roubos» durante cinco séculos e meio, pelo que a dívida existente «é do Estado central à Madeira e não da Madeira ao Estado central».
Milhares de pessoas assistiram esta noite à passagem do cortejo alegórico do Carnaval da Madeira, que percorreu e animou toda a faixa litoral da cidade do Funchal.
O cortejo alegórico foi constituído por nove grupos com cerca de 1.143 figurantes e foi aberto pelo carro alegórico do grupo de João Egídio Rodrigues, com o tema "Há magia no Funchal", que reproduziu algumas peças de coleções de museus da região.
Lusa
___________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home