sábado

Regresso a Pessoa e ao paradoxo da sua vida



Ser compreendido é prostituir-me... dizia Fernando Pessoa.

À data da sua morte é um completo desconhecido para o grande público. Quase ninguém o conhecia fora dos círculos literatos, intelectuais e universitários. O poeta morreu quase inédito, desconhecido do mundo, dos portugueses e mesmo da pequena Lisboa provinciana da sua época. 

Uma circunstância que dá que pensar!!!

_______


Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home