sexta-feira

Os Kouachi não sabiam que tinham um refém

Nota prévia: Em teatros de guerra e de terrorismo urbano, há sempre um civil inocente que, como se verificou neste caso, assume uma importância estratégica decisiva para o sucesso do assalto das forças policiais ao armazém onde se barricaram os manos Kouachi, entretanto abatidos. 

Ao menos, estes dois terroristas foram coerentes com o fanatismo que defendiam: mataram os jornalistas e morreram com armas nas mãos tentando ripostas às forças policiais que os abateram. 


A polícia cercou as imediações da gráfica onde estavam barricados Chérif e Saïd Kouachi


Os suspeitos do ataque ao 'Charlie Hebdo', que se tinham barricado esta manhã numa gráfica na zona industrial de Dammartin-en-Goële, não sabiam que estava uma terceira pessoa no edifício.
Segundo o repórter do Le Figaro, os irmãos Kouachi não perceberam que Lilian, um gráfico de 27 anos que trabalhava na empresa Création Tendance Découverte, a funcionar no edifício onde se entrincheiraram, estava no local. E o próprio manteve-se escondido para sua proteção, convencido de que seria morto caso fosse encontrado.
A família do funcionário da empresa tentou contactá-lo, em vão, entre as 9.00 e as 11.00 da manhã. Até que o pai de Lilian recebeu um SMS do filho, que dizia: "escondi-me no primeiro andar. Acho que eles mataram toda a gente. Diz à polícia para intervir". A BFM TV diz mesmo que o homem deu informações preciosas às forças de segurança.
Dammartin-en-Goële transformou-se, durante grande parte do dia de hoje, no palco de uma enorme operação policial que terminou com a morte dos dois suspeitos do ataque à redação do 'Charlie Hebdo', do qual resultaram 12 vítimas mortais. Os irmãos Kouachi terão saído do edifício a disparar sobre as forças de segurança, tendo sido imediatamente abatidos. O alegado refém saiu então do seu esconderijo, são e salvo, tendo sido entretanto conduzido ao gabinete de apoio psicológico que foi disponibilizado pelas autoridades no local, e onde era aguardado pela sua família.

__________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home