terça-feira

Alguém viu por aí Henrique Granadeiro?!

Suspeitas da CMVM levaram às buscas do Ministério Público à PT

Suspeitas da CMVM levaram às buscas do Ministério Público à PT.


O empréstimo ruinoso da PT ao Grupo Espírito Santo levou hoje a buscas na PT SGPS e na PricewaterhouseCoopers. Há suspeitas de burla qualificada. CMVM e queixas de acionistas desencadearam investigação. Carlos Alexandre, o "super juiz", é quem está com o processo. Proença de Carvalho é o advogado da PT SGPS.
As ondas de choque do caso Rioforte tiveram hoje mais um episódio: o Ministério Público, coadjuvado pela Polícia Judiciária, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e a Autoridade Tributária (AT), fizeram buscas à sede da PT SGPS e aos escritórios da PricewaterhouseCoopers (PwC). Há indícios de burla qualificada no negócio que envolveu a aplicação de 897 milhões na Rioforte, empresa do grupo Espírito Santo (GES) entretanto falida. E há suspeitas de irregularidades no processo que envolve a auditoria da PwC às aplicações da PT nas empresas do grupo da família Espírito Santo, concluída há mais de um mês e aparentemente retida. 
__________
Obs: Pergunte-se a Henrique Granadeiro, que carregou no botou que permitiu a transferência dos cerca de 900M€ da PT para a Rioforte (GES/BES) se consegue dormir todos os dias de consciência tranquila..., ou se tem pesadelos de minuto em minuto. 
Nos EUA, Granadeiro já estaria a cumprir uma pena de prisão perpétua por crime económico-financeiro grave e por ter destruído a cadeia de valor da principal empresa tecnológica de Portugal. 
Em Portugal, regressa ao Alentejo para produzir vinho. Não é  isto admirável!!!
Se Portugal não é uma república das bananas, é o quê?!
_________________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home