segunda-feira

Solicite-se mais uma Condecoração a Cavaco: por irrelevância curricular e por excesso de cunhismo junto do BdP


__________

Obs: O BdP, a avaliar por este lamentável caso, parece estar em linha com o seu habitual laxismo perante a falta de regulação atempada junto de bancos prevaricadores (BPN, BPP, BCP e GES/BES) que têm cometido fraudes financeiras e múltiplos crimes de colarinho branco e uma grande multiplicidade de operações fraudulentas integradas em contabilidades criativas. 
- O dr. Carlos Costa, no plano da relação do BdP com o exterior, tem revelado uma grande impreparação, facilitismo aos banqueiros e uma tremenda incompetência para lidar com o sector bancário e obrigá-lo a jogar as regras do jogo dentro da legalidade; no plano da gestão dos recursos internos, como é o do recrutamento e gestão dos seus quadros superiores, o Governador (ou alguém por ele) denuncia práticas demasiado informais que não se conformam às regras de recrutamento dentro da legalidade e da transparência.
- O que permite fazer supor que se está diante de um tratamento de favor atendendo às relações da cúpula do BdP com o presidente cessante da CE, que lá introduziu um filho sem experiência curricular - formal e informal - que justifique a função que desempenha e, quiça, a remuneração que o BdP nem se atreve a ventilar, tamanho deverá ser o escândalo perante o erário e a opinião pública. 
- Os contornos deste caso, salvo melhor opinião, configuram o pior da sociedade: a cunha. Um expediente que introduz um elemento perverso no mercado de emprego, destrói a sã concorrência, subverte e mina a coesão social nos seus mais elementares fundamentos.
- Entre arranjar um tachinho para o filho em Bruxelas, onde Durão barroso ficou politicamente queimado, aquele entendeu que salvaguardaria melhor os interesses e trajectória profissional do filho - fazendo-o intra-muros. 
- Trata-se, pois, duma dupla vergonha: pela prestação lamentável do pai em Bruxelas (que agora regressa sem glória), minando uma Europa reduzida a pó; e recorrendo à srª dona velha cunha para empregar o filho no BdP, mesmo que este não tenha perfil e experiência para a função que desempenha. 
- Enfim, mais um péssimo exemplo da Europa internalizado em Portugal - e facilitado pelo Bando de Portugal.

___________


Etiquetas: , , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home