sábado

Faltam limites em Política. O despudor e a desfaçatez imperam num país quase milenar

Nota prévia: É certo que a Feira da Agricultura, em Santarém, pela sua dimensão e importância constitui um marco apelativo às mais variadas formas de  despudor político. Contudo, e atento o estado lastimoso da nação, devia haver limites a formas de marketing tão primárias quanto vergonhosas, sobretudo quando o XIX Governo (in)Constitucional não hesita em violar valores e princípios básicos consignados na Constituição da República Portuguesa, demonstrando que, afinal, o estado de direito é letra morta entre nós, e a violação da democracia é um dado assente perante a obediência cega aos mercados, à troika e às agências de rating - que ganham com a recessão no interior das nações. 

Maduro é a face visível dessa lamentável incompetência e irresponsabilidade, até pelos resultados dos indicadores socioeconómicos a que chegámos em Portugal. 



Miguel Poiares Maduro
Miguel Poiares MaduroFotografia © PAULO CUNHA/LUSA
Pedro Passos Coelho e Assunção Cristas, António José Seguro, António Pires de Lima, António Costa e Capoulas Santos e Miguel Poiares Maduro. Todos, socialistas ou sociais-democratas, passaram pela Feira Nacional de Agricultura, em Santarém. À sua volta, o quadro do programa do Ministério da Economia, Portugal Sou Eu, que visa a valorização da oferta nacional.
______________


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home