terça-feira

Imagens que falam de Portugal no Dia de Camões: Cavaco desmaia

- NÃO HÁ UMA TEORIA POLÍTICA, UMA EXPLICAÇÃO, UMA RACIONALIZAÇÃO MAIS EFICIENTE DO ESTADO A QUE CHEGOU A ECONOMIA NACIONAL DO QUE O REPRESENTANTE DO VÉRTICE DO ESTADO PORTUGUÊS A DESMAIAR EM PÚBLICO. 

- COMO O EPISÓDIO JÁ SE REPETIU - TAL SIGNIFICA QUE ALÉM DO PR NÃO CUMPRIR NEM FAZER CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA - CAVACO TAMBÉM JÁ NÃO SE ENCONTRA EM CONDIÇÕES FÍSICAS MÍNIMAS PARA REPRESENTAR A REPÚBLICA. 

- PELO DEVERIA RESIGNAR AO CARGO, MAS SÓ APÓS CONVOCAR O CONSELHO DE ESTADO E CONVOCAR ELEIÇÕES LEGISLATIVAS ANTECIPADAS, UM DESEJO ARDENTE DA MAIORIA DOS PORTUGUESES. 



Ao segundo 54 (cfr., vídeo infra) o país assiste à mais eficiente metáfora do estado lastimoso em que nos encontramos: doentes, desvalidos, em queda abrupta...

- Assim é também o governo da nação - que aquele doente mantém erradamente em funções. 



Ao tempo da tomada de posse do governo de António Guterres, cavaco desmaiou publicamente. São inúmeros os rumores das suas débeis condições de saúde. Pior do que um presidente que não cumpre nem faz cumprir a Constituiçao é a sua recorrente incapacidade física em representar as mais altas funções do Estado.

O PR recebe assistência médica no dia 10 de junho e o país definha. Eis uma eficiente metáfora do estado a que chegámos e que é, curiosamente, transmitida ao país em directo pelo próprio paciente.

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home