domingo

Portugal ao contrário: um país pequeno demais para tanto génio.


Duas notas da República:

1. Álvaro Santos Pereira não prestou para ministro da Economia em Portugal, mas serve para economista da OCDE. Idem, idem a Gasparzinho, Arnaut, Barroso e tutti quanti.  Ainda não percebi se eles são génios e Portugal não presta, ou se são apenas uns incompreendidos intramuros e uns players reconhecidos no sistema internacional de decisão.

2. O Álvaro - que um dia propôs em sede parlamentar a internacionalização dos pastéis de nata - saiu da rua da Horta Seca para demandar Paris (prestando provas de mérito), ocupando relevante cargo na OCDE; o actual ministro do CDs na Economia - Pires de Lima - sairá do governo directamente para a central de cervejas. Entre uma "bebedeira política" e outra o país surpreende-se com a ida de Gasparzinho para o FMI. Isto já não é o Portugal dos loucos, é o retrato dum mundo falhado funcionalizado segundo o princípio de Peter.


Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home