sábado

Pires de Lima sai da política em outubro de 2015

Pires de Lima sai da política em outubro de 2015


António Pires de Lima garante que abandona a política quando sair do Governo. No CDS-PP há a preocupação de encontrar sucessores de Paulo Portas.
_________
Obs: Provavelmente, a nenhum outro player nacional se aplica tão eficientemente a expressão de entrada de leão, saída de sendeiro
Pires de lima foi, de facto, esmagado pela sua própria postura fora do governo - que depois não encontrou coerência e firmeza quando o integrou como ministro da Economia. 
A sua prova de incapacidade política revelou-se com o não abaixamento do IVA da restauração e em lidar com o sector, em cujo processo se disse ser apenas um soldadinho do Governo - com o qual não queria conflitos. É bom para a economia nacional que Lima regresse às cervejas, e de lá não saía para continuar a embriagar os portugueses. 
E quando sair do Governo, Lima terá que reflectir acerca do sentido das suas críticas ao seu colega que o precedeu na pasta, o Álvaro. Pois a história tem ironias que são pesadas demais, algumas até esmagam. E Pires de Lima sairá desse contexto completamente cilindrado pela história da sua própria circunstância. 
Pires de Lima é, afinal, aquilo que ele disse dele próprio: um soldadinho. Creio, contudo, que na vida empresarial a sua imagem e sucesso têm um cunho distintos. Também isso foi estragado pela sua deficiente passagem pelo XIX Governo (in)Constitucional. 


Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home