segunda-feira

Trump "influenciado" por William Shakespeare

Resultado de imagem para donald trumpResultado de imagem para shakespeare




O esquizofrénico Trump...

- Afinal, já não vai construir o Muro na fronteira do México, irá apenas colocar arame farpado. É mais uma promessa torpe dum cobarde-ignorante que não sabe que fazer às ideias idiotas que vai parindo e ao poder que, estranhamente, conquistou nas urnas.

- Foi, contudo, já uma evolução e revela também que andou a ler Shakespeare. 



Evocação do génio - Guilherme Shakespeare...
William Shakespeare foi talvez quem melhor compreendeu a alma (e o comportamento) humanos. Foi um dos geniais psicólogos do nosso tempo cristão, de todos os tempos, de sempre. 

Dele guardo algumas lições, uma delas é a de que devemos ser cuidadosos nas extracção das interpretações que fazemos às coisas, aos textos, às condutas alheias - que nem sequer conhecemos. Misturando tudo, esquecendo ou omitindo o essencial. Por vezes, omitindo o essencial e sublinhando o acessório. O que é errado. 
O texto que ora se passa remete para os limites da interpretação que nem sempre observamos na ligação que fazemos ao mundo exterior. Retomemos, pois, a loucura do génio e tiremos as devidas ilações (até) acerca de nós próprios:
 - Hamlet - Vês aquela nuvem que tem quase a forma de um camelo?
- Polónio - Santo Deus, parece mesmo um camelo!
- Hamlet - Acho que parece uma doninha.
- Polónio - Tem o dorso de uma doninha.
- Hamlet - Ou uma baleia?
- Polónio - É mesmo uma baleia.
(Hamlet, III, 2) 


_______________________________________________________


- Ao Muro na fronteira do México esse embuste e ignorante (basta ouvir o sujeito dois minutos para o perceber) já disse que seria substituído por um arame a servir de divisória; 

- Talvez o programa de Apoio à Saúde (conhecido como "Obama care"- que permitiu a milhões de norte-americanos terem acesso a cuidados de saúde que não poderiam suportar se tivessem de os pagar) seja continuado, além de muitos outros programas e políticas públicas que o "pato bravo" que a América escolheu para seu líder disse que iria terminar e, agora, por não ter opção ou por ter reflectido nas baboseiras que debitou em campanha - terá de CONTINUAR -  por serem as opções e as políticas sociais mais eficazes no actual momento.

- Trump, afinal, não tem opiniões sólidas acerca de coisa nenhuma (que novidade!!), e tanto pode ser um camelo, como uma doninha ou uma baleia...

- Infelizmente, conheço inúmeras pessoas assim, como o Trump que William Shakespeare aqui desnudou...

____________


Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home