sexta-feira

O orçamento evoca-me a gravata de Pitigrilli


Este orçamento, folgando um pouco as famílias mais carenciadas, mas agravando a vida das empresas (consequentemente, a de todos os portugueses), faz-me lembrar o "paradoxo" em Pitigrilli, que comparou a uma "gravata" - e que quando se puxa demasiadamente por ela faz nó cego. 

Dito doutro modo: veremos se não estamos perante um redireccionar da austeridade para outra face da mesma moeda: os portugueses. 

PS: A novidade deste OE/16 - consiste em chamar a banca (que tem engordado com as empresas e as pessoas) a pagar alguns impostos, o que é justo e há muito deveria ter sido feito. Que se faça agora com retroactivos... 

******************

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home