quinta-feira

O anúncio foi feito esta quarta-feira pela CMVM na sequência do processo de contra-ordenação relativa ao caso BPP.

Nota prévia: João Rendeiro é um sortudo, pois é um mini-Ricardo Salgado em potência - que se apropriou do dinheiro dos depositantes, enriqueceu ilicitamente à custa dos clientes (lesados) e ainda tem andado a passear a sua liberdade (impunemente) - para humilhação dos clientes e do sistema legal (laxista). Tal como Ricardo Salgado, Rendeiro é um sério candidato ao EP-Évora. Há, contudo, uma pequena grande diferença entre ambos os banqueiros, ou duas: é que Rendeiro é, de raiz, um funcionário público; Salgado foi banqueiro toda a vida, além de que Rendeiro, apesar de tudo - ainda tem bens em seu nome passíveis de serem confiscados pela Justiça. Oxalá que do resultado da sua receita se possa pagar aos credores.
O anúncio foi feito esta quarta-feira pela CMVM na sequência do processo de contra-ordenação relativa ao caso BPP.
João Rendeiro, ex-presidente do banco, foi condenado a pagar um milhão de euros, ficando ainda com inibição de funções durante cinco anos.
Os restantes arguidos enfrentam igualmente coimas pesadas - entre os 100 mil e os 700 mil euros - e impedimento de exercício de funções.
Cinco dos arguidos avançaram, contudo, com a impugnação judicial da decisão.
___________

Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home