domingo

O reembolso ao FMI é = ao maior ESBULHO ao povo português dos últimos 200 anos

Portugal vai reembolsar 6 mil milhões de euros ao FMI em março

Ministra das Fiananças sublinhou que o país solicitou "a dispensa de reembolso simultâneo de até 14 mil milhões de euros".
"Fizemos o esforço para chegar até aqui e agora estamos na situação de começar a recolher os frutos de todo o trabalho feito", disse a ministra

[...]

"Começamos com esta tranche de seis mil milhões e, em função das circunstâncias, tencionamos acelerar tanto quanto possível o remanescente", acrescentou.

Segundo Maria Luís Albuquerque, assim que tiver reembolsado os 14 mil milhões de euros, Portugal irá ter com os parceiros europeus e dirá: "agora estamos em condições de reembolsar o resto, para poder obter plenamente a poupança de juro". 

"Fizemos o esforço para chegar até aqui e agora estamos na situação de começar a recolher os frutos de todo o trabalho feito", realçou. [...]

___________

Obs: Conviria perguntar à Miss Swaps se o resultado do esforço a que ela se reporta para pagar parte da dívida ao FMI decorre de um aumento de produtividade, crescimento e competitividade da economia portuguesa, com o consequente aumento da coesão nacional, ou se o dinheiro que o XIX Governo (in)Constitucional vai liquidar à instituição de Lagarde resulta do maior ESBULHO feito por um governo ao seu povo, roubando-lhe parte significativa dos salários, pensões - assente numa carga fiscal verdadeiramente criminosa (porque violadora da CRP) - que não liberta recursos para o consumo interno, o empreendedorismo e a criação de emprego, riqueza e de bem-estar. 

Governar assim, como faz Passos e Mª Albuquerque, é a coisa mais fácil do mundo. Sentam-se numa curva e obrigam todos os que lá passam a pagar um imposto de passagem. 

No fundo, este reembolso antecipado do Governo português ao FMI não é senão o resultado de um roubo institucionalizado. O Estado procura fazer figura perante as instituições  credoras europeias, mas o povo vive depenado, cada vez com mais desigualdades sociais, pobreza e com o estarola de Massamá a arrogar-se o direito de reclamar uma maioria absoluta.

Tamanha desfaçatez não existe. Nem na pior parte de África.

____________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home