sábado

O peso da história no curso das relações internacionais e europeias presentes. Grécia e os arquivos nazis

- Tsypras e Varoufakis a "jogar xadrez" com Merkel e Schaüble.



Nota prévia: Já se percebeu que Tsypras está empenhado em fazer a "vida negra" a Merkel (encostando-o ao pior pesadelo da história do séc. XX, o nazismo), pois os europeus também já experimentaram o que custou a Austeridade nas suas vidas. Uma austeridade que serviu unicamente para resgatar os bancos alemães e francesas e engordar a economia alemã à custa do empobrecimento estrutural das demais economias europeias, em especial as do Sul da Europa. 


No fundo, o que Tsypras quer, no tabuleiro da política pura e aplicada, é resgatar a economia grega por compensação dum passado sofrido e tortuoso às mãos do nazismo. 


Neste quadro, é natural supor que Merkel não é Hitler, logo não poderá ser responsabilizada pelos crimes de contra a Humanidade que o Adolfo praticou. Mas também é compreensível que se trata de dívidas de Estado a Estado, e será nesse quadro - inter-estatal - que esta questão se coloca e se deverá colocar, e não no plano interpessoal.

Talvez nunca como nesta questão o peso tortuoso da história falou tão alto e a Grécia parece não querer descartar esse (único) trunfo junto da opinião pública internacional para dobrar a espinha à arrogante política e economia alemã. 

Conta, para o efeito, com um apoio de peso: os EUA. 

__________


Grécia vai usar arquivos do exército nazi para solicitar indemnização alemã, Link


O ministro adjunto da Defesa, Kostas Isichos
O ministro adjunto da Defesa, Kostas Isichos
Governo grego intensifica a pressão sobre Berlim no que respeita à controversa questão das reparações de guerra.
A Grécia vai usar documentos militares nazis para pressionar a Alemanha a pagar as reparações de guerra relativas ao período da ocupação, revelou hoje o Ministério da Defesa do executivo de Atenas.
"Este arquivo contém mais de 400.000 páginas... e será usado para apoiar a exigência grega de que a Alemanha cumpra as suas obrigações relativas ao período 1941-44", sublinhou o ministro-adjunto da Defesa, Kostas Isichos.
De acordo com o governante, que afirma ter obtido o acervo junto de arquivos norte-americanos, estes papéis "não apenas fundamentam a verdade histórica - eles são os documentos da própria Wehrmacht (Forças Armadas do III Reich), a força de ocupação".
Entre os documentos estão "diários, relatórios dos oficiais aos seus superiores, que não foram escritos como publicidade, antes constituindo sobretudo documentos secretos", acrescentou.
Perante a resistência da Alemanha aos pedidos de renegociação do resgate, o novo Governo grego intensificou a pressão sobre Berlim no que respeita à controversa questão das reparações de guerra.
___________

Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home