quinta-feira

Mais de 50 anos depois, Cuba e EUA retomam relações diplomáticas

O líder cubano Raul Castro anunciou hoje que Cuba concordou restabelecer relações diplomáticas com os Estados Unidos, congeladas desde 1961, indicando, no entanto, que ainda falta resolver a questão do embargo económico imposto por Washington.
«Concordámos restabelecer as relações diplomáticas depois de mais de meio século», disse Raul Castro, numa declaração transmitida a partir de Havana.
O líder acrescentou, no entanto, que a questão do embargo comercial imposto pelos Estados Unidos, que designou como «bloqueio», continua por resolver.
A intervenção de Castro foi feita em simultâneo com uma declaração do Presidente norte-americano, a partir da Casa Branca, em Washington. Barack Obama afirmou que pretende discutir o total levantamento do embargo económico a Cuba e o restabelecimento de relações diplomáticas.
Obama afirmou igualmente que os Estados Unidos pretendem retirar Cuba da lista de países que apoiam o terrorismo.
Estas medidas surgem no âmbito de uma aproximação histórica entre os dois países, que não têm relações diplomáticas oficiais desde 1961.

__________

Obs: Os EUA chegaram à conclusão, forçada pelos desaires políticos domésticos (e internacionais) de Obama, que as sombras do passado (da era Kennedy!!) devem ser dissolvidos pelo tempo presente. Não o fazer seria apenas penalizar ainda mais as gerações futuras, adiando a agonia de ambos os lados da Florida. 

Pelo que se entreabrem boas perspectivas para a normalização das relações diplomáticas, económicas e comerciais entre os dois povos e Estados. Além de que Obama não quer perder o comboio da história, e se terá de se inscrever nela que seja por uma causa de dimensão internacional, como esta.  

______________


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home