domingo

Sócrates: Bastonária dos advogados alerta para ilegalidades nas detenções


___________

Obs: A Justiça em Portugal é hoje aquilo que sempre foi: um exercício de ódios mais ou menos racionalizados e instrumentalizados pelos juízes que, a cada momento e a cada conjuntura, têm uma relação de sinal positivo ou de sinal negativo com o poder, neste caso o PM cessante.
- Já se percebeu, e não é necessário ser jurista para tal, que a chegada a Lisboa do ex-PM, não integra nenhuma daquelas categorias, pelo que o cidadão Sócrates poderia ter sido conduzido à Justiça de forma discreta, e não servido a sua cabeça como se já tivesse sido julgado na praça pública e que os alegados factos, que aqueles que o detestam desejam que se confirmem, fossem já tidos por certezas e confirmados em contexto de prova. Ora, isto não é justiça, é uma trapalhada de pendor vingativo e humilhante.
- Também aqui a Justiça andou mal. Quiça para demonstrar algum trabalho em inúmeros outros processos, onde os resultados não apareceram. Assim, pagam uns pelos outros.
- "Parabéns", pois, ao juiz de Mação cujo nome não recordo, mas que tem um deputado à altura do seu (lamentável, porque desproporcional e desnecessário) procedimento de detenção.
Les beaux esprits se rencontrent...

_____________________


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home