segunda-feira

Esta família salvou 3 mil imigrantes no Mediterrâneo (vídeo)

A missão começou em agosto e termina agora com o balanço dos números. 60 dias, 3 mil vidas salvas, milhões de euros gastos. Um casal norte-americano não olhou a gastos para retirar do mar imigrantes desesperados por uma vida melhor.
Tudo começou no verão do ano passado e a BBC acompanhou o projeto desde o início.


Regina Catrambone e marido estavam de férias num cruzeiro no Mediterrâneo. Mas os idílicos dias de descanso foram "interrompidos" por algo que avistaram no mar.
«Eu e o meu marido estávamos no convés quando vimos uma casaco de inverno a flutuar na água, como um fantasma», contou Regina. Perceberam, então, que era provavelmente um dos milhares de imigrantes que tentam atravessar o Mediterrâneo rumo à Europa.
O momento foi recordado mais tarde, quando viram o Papa Francisco na televisão a apelar à ajuda dos empresários para estas pessoas «Olhamos um para o outro, eu e o meu marido, a ele disse: Temos de fazer algo. Nesse momento tivemos a ideia de comprar um barco e fazer alguma coisa no Mediterrâneo, onde todos os dias morrem pessoas». Em outubro de 2013, o casal comprou, com dinheiro próprio, um navio altamente sofisticado, o Phoenix, com sede em Malta, onde eles agora vivem. A operação de resgate foi batizada de "Migrant Offshore Aid Station" (MOAS).
_________

Obs: Medite-se neste exemplo e na superior finalidade do dinheiro..

________________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home