quarta-feira

Duelo jornalístico trava-se nas páginas do diário El Mundo

Nota prévia: Em Espanha é assim. Quando nos comparamos com eles é sempre tudo muito "poucochinho": é assim na dinâmica dos movimentos sociais, na afirmação de valores e princípios com impacto na política e na organização social e económica, etc. 

Em Portugal, são "uns" angolanos que depõem "uns" directores de jornais e os substituem por outros, despedem jornalistas/escritores firmados e fixam verdadeiros monos da prosa jornalísticas...

Curiosamente, a nossa democracia representativa também já funciona assim, sobre o joelho e obediente aos interesses do capital que cilindra tudo e o todos. A economia de casino saiu dos mercados, invadiu a política, sequestrando-a, para, doravante, cativar os media em Portugal. E O DN é, ou tornou-se, num exemplo (leia-se, negativo) que ilustra bem essa terrível dependência. 

Duelo jornalístico trava-se nas páginas do diário El Mundo


Durante quase 30 anos foram colegas e aparentemente bons amigos. Agora, o ex-diretor de El Mundo Pedro J. Ramírez e o atual diretor, Casimiro García-Abadillo, lançaram duras acusações um ao outro. E fizeram-no nas páginas do "seu" jornal. Uma troca de palavras que está a servir para alimentar uma polémica que começou com a saída de Pedro J. da direção do jornal, pouco depois do início do ano. E com muita política à mistura.

O carismático diretor da publicação por si fundada a 23 de outubro de 1989 (juntamente com Alfonso de Salas, Balbino Fraga e Juan González) foi forçado a sair por alegadas pressões políticas exercidas por elementos do PP (Partido Popular e que detém a chefia do governo). Com a destituição, Pedro J. Ramírez assinou um acordo com a Unidad Editorial (editora do El Mundo) para ter, durante dois anos, um escritório no piso acima da redação do jornal, assumido na qualidade de presidente honorário da revista do grupo La Aventura de la Historia. Neste acordo, está incluído o pagamento de vários milhões de euros em troca de não lançar outro meio de comunicação concorrente ao El Mundo, durante os dois anos posteriores à saída.
____________


Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home