terça-feira

O ópio do povo


Ante o falhanço do projecto nacional chamado Portugal, degradado pelas elites que o desgovernam e agravam as condições de viabilidade socioeconómica dum povo que já vive no limiar da pobreza, resta-nos agarrar as glórias imateriais ligadas ao Fado, ao Futebol, a Fátima e ao mais que se quiser e sirva de sistema intelectual de justificação para dar a ilusão a um povo que pensa que ainda existe, ou sobrevive e assim é feliz. Modestamente feliz. 

Demos novos mundos ao mundo, mas 500 anos volvidos dessa gesta conclui-se que, afinal, e confinados o rectângulo, nos exprimimos através daquelas velhas fórmulas (os 3 Fs), ainda que pensemos  ir além delas e viver em função doutros ideais. 

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home