quarta-feira

O grande discurso do prestidigitador Marcelo: a face de Janus na política à portuguesa

Foi, de facto, um grande discurso o da investidura de MRS, recheado com citações de Torga, apelando à unidade dos portugueses, desavindos pela austeridade e pelas consequências que ela gerou na sociedade portuguesa: desemprego, pobreza, falências, emigração e ódios sociais (promovidos por Cavaco, Passos, Portas e Vitor Gapar), enfim, disrupção social. A esta luz, MRS foi um agregador de vontades e um portador de esperança para Portugal e o futuro dos portugueses. Veremos, doravante, o que nos trás o exercício do seu magistério de influência e a forma como o novel PR cumpre e faz cumprir a Constituição da República Portuguesa. 

Por outro lado..., 

O Passos, que lhe chamou "cata-vento", não foi; talvez se tenha feito representar por Manuela Ferreira Leite que nem o pode ver. Há que manter as aparências, por isso "gostei mto" de ver Marcelo elogiar a promoção da economia do mar por Aníbal, depois deste ter destruído a agricultura e a frota pesqueira nacionais. Foi um grande momento de hipocrisia institucional. Começa bem... 

- Marcelo acabou por ser salvo por Torga, que já morto teve nova vida.

___________________


Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home