domingo

Marcelo tem um grave problema com a verdade: falsidade e fingimento

Enquanto Marcelo apoiava as políticas públicas no sector da Saúde do governo pafioso (PSD-cds), segurado por Belém vezes sem conta, e morriam pessoas nos hospitais por falta de médicos a quem o governo de Passos & Portas não queria pagar uma remuneração justa, por causa da tal política contabilística de austeridade que levou a cortes cegos na saúde, - aparece agora o mesmo Marcelo, travestido de candidato presidencial, a mendigar uns votinhos à porta do Hospital S. José. 

Ora, isto, no plano cívico, é obsceno, mas é revelador da duplicidade do carácter do candidato.

A sua duplicidade é, talvez, a particularidade que lhe assenta melhor: uns dias apoia as políticas cegas nos cortes da saúde que conduzem à morte de pacientes que poderiam ser evitadas, noutros dias, o candidato finge que não tem esse passado e sempre defendeu o Sistema Nacional de Saúde (SNS). É uma comédia com sabor a tragédia, especialmente para as famílias enlutadas. 

Ou seja, temos aqui uma ilustração lamentável do que é Marcelo, a sua forma mentis e o seu modus operandi. Isto para quem só o conhece agora, o problema é que ele sempre foi assim, e já não será na velhice que muda(rá).

____________ 



Etiquetas: , , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home