domingo

Mário Soares. PS é "esperança" para um país "mais justo e menos desigual



Nota prévia: De facto, o PS não está com a vida fácil. Volvida a sucessão atribulada e virulenta que visou triturar Tó Zé Seguro e por no seu lugar António Costa - o PS ainda não conseguiu fazer o take of eleitoral junto da sociedade portuguesa, que almeja mais do que sondagens. Até porque estas não se comem nem pagam impostos... 

- Por um lado, ainda não se conhece o Programa de governo do PS, por outro - na frente parlamentar - A. Costa cometeu talvez o seu erro mais clamoroso até agora: escolher Ferro Rodrigues, um mau tribuno, para questionar o PM na AR e desenvolver a linha de combate político do PS na casa da democracia. Costa em vez de renovar o PS, ancorou o partido a uma pedra no mar alto parlamentar. 

- Acresce que aos erros múltiplos do PSD, como o caso da lista VIP, o PS não soube capitalizar essas falhas graves no modo como a coligação procurou proteger certos contribuintes e vulnerabilizar os demais. Ainda a procissão vai no adro, mas daqui a Setembro, com o Verão político de permeio, é um saltinho, e as presidenciais ameaçam dividir mais o PS do que fortalecê-lo para o próximo embate eleitoral, com a possibilidade de, à esquerda do PS, o BE e o PCP manterem ou aumentarem os seus deputados na AR.

- Uma palavra a Mário Soares, para sublinhar que não deixa de ser impressionante como ele representa bem o papel do Manoel de Oliveira da política à portuguesa, pois do alto dos seus 90 anos ainda não se reformou das suas prestações públicas. Mesmo que o conteúdo das suas mensagens sejam sempre previsíveis, a forma como as veicula revela que ele está ali para fabricar a esperança que hoje falta à generalidade dos portugueses. Veremos se consegue. Eis a promessa que falta cumprir...

PS: Sampaio aparece no fotomaton de família algo envergonhado, parece até que está ali contrariado ou que não se sente bem naquela companhia de família política. Se assim é, pergunto-me o que estará ali a fazer aquele corpo-presente (sem-alma)?!

___________ 

Mário Soares. PS é "esperança" para um país "mais justo e menos desigual"

O antigo Presidente da República e fundador do partido socialista elogiou, no Porto, os líderes partidários pós-25 de Abril e defendeu o partido como o caminho para um país "menos desigual".



Mário Soares. PS é 'esperança' para um país 'mais justo e menos desigual'
 José Carlos Carvalho
A voz do decano fundador do PS já não tem o vigor de outros tempos, mas Mário Soares do alto dos seus 90 anos ainda
agitou a malta. Num discurso breve e emocional, Mário Soares lembrou o passado e os 41 anos de democracia do país, evocou 
antigos companheiros de luta de todos os quadrantes políticos, de Sá Carneiro, a Cunhal e Freitas do Amaral, sem esquecer
o presente e o querido amigo António Costa. (...)
________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home