sexta-feira

A consciência transitiva numa fase pré-censória




Estes dois players, que revelaram as suas genuínas convicções "democráticas" ao defenderem um projecto de lei que visava CENSURAR os media em contexto eleitoral, encarnam ad nauseam a consciência transitiva dum grosseiro lápis azul e laranja (e também rosa!!!), pois representam o estado de raciocínio simplório na interpretação dos problemas, frágil nas suas argumentações e satisfeito com as explicações emocionais e mágicas que lhes são dadas, e de que estes dois, quiçá em nome dos respectivos directórios partidários (depois arrependidos), foram os mais lamentáveis e idiotas representantes. Não da república nem da polis, mas apenas dos seus umbigos: gordos, feios e antidemocráticos. 

_________


Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home