segunda-feira

Corrupção. A nova palavra do ano

Corrupção. A nova palavra do ano



"Os vários casos de suspeita de corrupção que foram sendo conhecidos ao longo do ano passado, e a consequente atenção dada pelos 'media', que alimentou debates e conversas, terão influenciado a escolha feita pelos portugueses", justifica a Porto Editora



"Os vários casos de suspeita de corrupção que foram sendo conhecidos ao longo do ano passado, e a consequente atenção dada pelos 'media', que alimentou debates e conversas, terão influenciado a escolha feita pelos portugueses", justifica a Porto Editora /  Alberto Frias.

Corrupção, que significa "uso de meios ilícitos para obter algo de alguém", foi considerada a palavra do ano de 2014, segundo uma votação realizada pelo Grupo Porto Editora e na qual participaram 22.000 portugueses.

O grupo editorial revelou esta manhã que a segunda palavra mais votada pelos portugueses foi xurdir, um regionalismo que significa "lutar pela vida" ou "fazer pela vida", e a terceira foi selfie, um estrangeirismo adotado pela língua portuguesa e que significa "autorretrato", o ato de tirar uma fotografia a si próprio.

"Os vários casos de suspeita de corrupção que foram sendo conhecidos ao longo do ano passado, e a consequente atenção dada pelos 'media', que alimentou debates e conversas, terão influenciado a escolha feita pelos portugueses", justifica a editora.

O ano de 2014 ficou marcado por dois grandes casos judiciais com acusações de corrupção: o processo "Face Oculta", sobre uma suposta rede de corrupção que teria como objetivo o favorecimento do grupo empresarial de Manuel Godinho, e a operação "Labirinto", relacionada com os vistos gold. O ano ficou ainda marcado pela detenção do ex-primeiro-ministro José Sócrates, por suspeita de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada. 

Segundo a votação da palavra do ano, feita pela internet , corrupção somou 25% das escolhas. As dez palavras que estavam em votação eram banco, basqueiro, cibervadiagem, corrupção, ébola, gamificação, jihadismo, legionela, selfie e xurdir.

A Porto Editora realiza esta votação desde 2009, ano em que foi eleita a palavra esmiuçar. A esta sucederam-se as palavras vuvuzela (2010), austeridade (2011), entroikado (2012) e bombeiro (2013).


___________

Obs: Às percepções juntaram-se as realidades que alimentam aquelas, embora tenha a maior dificuldade em compreender que a 2.ª palavra mais votada tenha sido o regionalismo "xurdir" - algo desconhecido da generalidade dos portugueses. 

Mas estes estudos valem o que valem, são sempre um pretexto para a sua promotora potenciar a sua notoriedade no mercado com fins marcadamente comerciais, por isso há que dar o devido desconto a estas listagens de palavras mais ou menos votadas. 

___________________




Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home