quinta-feira

Leituras para o próximo Domingo - por Marcelo - o moralista. A nova campanha da Pirelli



Ficou provado aqui, por David Crisóstomo, que Marcelo recorreu ao mais traiçoeiro expediente para vender a ideia de uma adolescente, de Vila Franca de Xira, que disse ter visto aquilo que, de facto, àquela hora e naquele local era impossível ver. Por uma razão simples: não esteve lá. 

Se assim for, presume-se que o moralista Marcelo, que não desiste de querer ser presidenciável, não hesita em recorrer à mais vil patranha para fazer um número de circo on tv. Se ele pensa que isso lhe dá fama para granjear capital de apoio político que o ajudará na corrida a Belém, está muito enganado.

Afinal, Marcelo ainda não percebeu o mundo em que vive. Não compreendeu que já não se podem enfiar petas aos portugueses, como fazia ao tempo em que o seu amigo Paulo Portas dirigia o Indy, o principal instrumento de abate político de Cavaco e do cavaquismo. O mundo, entretanto, deixara de ser uma imensa vichyssoise..., uma receita que já não serve para intriga política!!!

Passaram 20 anos, o mundo mudou, as tecnologias mudaram, as mentalidades e os quadros culturais também,  e só Marcelo parece ter ficado parado no tempo, agora atado à técnica primária de promover imagens de falsos moralismos para desancar nos deputados que se portam mal no hemiciclo de S. Bento.

Por este andar, e para se redimir das suas mentirinhas compulsivas que denunciam a necessidade de uma consulta no divã do psicanalista, não duvido que Marcelo, amanhã, possa vir a patrocinar a nova campanha da Pirelli, com meninas avantajadas, mas em que ele será o coordenador da equipa de fotografia que fará o calendário de 2015-16, e cujas receitas servirão para financiar a sua própria campanha presidencial em 2016. 

Pelo que se antevê que tudo não passe dum imenso flop...

____________


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home