sexta-feira

Maria Luís e deputados do PSD contra reposição das subvenções vitalícias

Maria Luís e deputados do PSD contra reposição das subvenções vitalícias
Fotografia © Leonardo Negrão / Global Imagens


Uma iniciativa conjunta de um deputado do PSD e outro do PS para repor as subvenções vitalícias aos titulares de cargos políticos incomodou ontem as duas bancadas parlamentares, mas sobretudo a social--democrata. No final de um dia de muitas conversas de corredor, com deputados sociais-democratas a falarem em "asneira" e "inoportunidade" e socialistas a admitirem a dificuldade em explicar a medida à opinião pública, o PSD e o PS votaram favoravelmente esta reposição, para corrigir "uma injustiça", como afirmaram vozes oficiais das duas bancadas. O CDS absteve-se, PCP e BE votaram contra.
Um dos deputados do PSD revoltado com a medida disse ao DN que "a maioria dos deputados do PSD está contra. É um disparate que nos envergonha a todos. Do que depender de nós, dos que estamos contra, espero que isto não chegue à votação na generalidade".
_______
Obs: Esta deve ter sido a única vez em que a titular da pasta das Finanças, ainda que duma forma pífia, revelou common sense, para vergonha das posições que venceram do PS e do PSD, que contrastaram com a correcção do PCP e BE. Quanto ao CDS, a meretriz de serviço ao actual poder(a qualquer poder instituído), faz sempre aquilo que sempre fez na vida pública nacional: foi oportunista através da sua notada abstenção. 

Por outro lado, esta conduta dos partidos que habitualmente comandam os destinos do país pode ter sido, a prazo, um tiro no pé e, desse modo, gerar as condições psicológicas e anímicas para que irrompa na vida nacional o equivalente funcional do Podemos espanhol. Talvez não fizesse mal ao sistema político e partidário romper com essa bolha que tem funcionado em regime de duopólio partidário desde 1974. 
_______________


Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home