sexta-feira

Patrick Modiano: memória e morte

Nota prévia: 

A emoção deve ser tanta que alguém agora, amigo e a pedido do nobilizado, lhe terá de escrever o discurso de agradecimento do Prémio Nóbel da Literatura/2014.

Desconhecia este autor, mas subscrevo a forma como "instrumentaliza" a memória para nos situar no tempo e no espaço. Afinal, o que é o homem senão espaço de memórias acumuladas (!?), por vezes não é senão isso na sucessão das situações geradas pelo rolar do tempo. 

Dois exemplos, ainda que superficiais, permitem (entre)ver como Patrick Modiano "joga com as palavras" e lhes empresta um sentido, uma racionalidade. 

No domínio da memória e no plano da morte, ou na sua antecâmara - onde estamos todos. 




Source/Notes: 
Voyage de noces [Honeymoon] (1990)
Read more at http://izquotes.com/quote/388615

________________


Source/Notes: 
La Ronde de nuit [Night Rounds] (1969)
Read more at http://izquotes.com/quote/388615

_______________

Obs: Felicite-se o autor pelo prémio e, especialmente, pela persistência no seu trabalho. 

_______________________


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home