terça-feira

O novo Estado - por Luís Menezes Leitão




Depois, mesmo os fundamentos do Estado liberal foram destruídos, uma vez que o governo já nem sequer se mostra capaz de assegurar a justiça e a segurança pública. Na justiça assiste-se à destruição de 47 tribunais e na segurança pública as forças da ordem não têm quaisquer condições de operacionalidade, gerando um enorme sentimento de insegurança.

Perante este quadro era natural que os cidadãos se perguntassem porque é que têm que pagar impostos para um Estado que nada faz. A resposta acaba de ser dada pelo governo. Os impostos destinam-se a criar cupões para que possam ser sorteados automóveis de gama elevada. O governo inventou assim um novo Estado. Depois do Estado liberal e do 
Estado social temos agora o Estado casa de lotarias. Seria cómico se não fosse trágico.

Professor catedrático da Faculdade de Direito de Lisboa
Escreve à terça-feira

Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home