terça-feira

O legado dum ano de Marcelo em Belém. Perguntas sem resposta






Marcelo, goste-se ou não dele, tenhamos votado ou não nele para Belém, alterou a vida pública em Portugal neste último ano. Além de ter distendido as relações institucionais entre os portugueses, que com a troika trouxe tensão e conflito, ele tem coadjuvado o governo na obtenção de resultados políticos de que a concertação social foi uma meta. Uma meta agora questionada por precipitação política de A.Costa, o chefe da geringonça, e porque o PR incentivou esse acordo precário por falta de consentimento por parte das duas pernas da geringonça, e que a fazem andar: o BE e o PCP. 

Agora, o PR e o PM têm uma granada descavilhada nas mãos e que ambos, na medida das suas possibilidades, tentam resolver através dos dois palácios: o de S. Bento e o Palácio de Rosa/Belém.

Mas Marcelo fez muito mais coisas.Todavia, há coisas de nunca fala, nunca equaciona, nunca problematiza no espaço público. 

A saber:

- Marcelo nunca falou nas PPPs, fonte do maior sorvedouro do erário público;
- Marcelo nunca falou nas descomunais rendas da EDP que empobrecem os portugueses e limitam as possibilidades das empresas utilizarem factores energéticos de modo competitivo;
- Marcelo nunca tentou perceber como funciona a cartelização dos preços dos combustíveis que, em Portugal são um escândalo pela forma como os preços são fixados.

Será que Marcelo não conhece estas realidades e o seu impacto negativo na economia nacional? Será que não anda de carro? não consome energia? será que não tem amigos empresários que se queixam pela forma como a EDP fixa os preços descomunais da energia em Portugal? 

Será que Marcelo nunca falou com o seu amigo Ricardo sobre estas matérias!?. 

Por que razão Marcelo se acobarda ante estas gravosas questões que têm escavacado a economia portuguesa e empobrecido os portugueses?

É também por causa destas perguntas sem resposta que Marcelo ainda é um homem que merece muita reserva política por parte de milhares de portugueses lúcidos, por mais popular (ou popularucho) que ele venha a ser no decurso do seu mandato presidencial. 

Hoje faz um ano que assumiu funções em Belém, na qualidade de PR. 
- Força Marcelo, não te acobardes!!!

___________________



Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home