domingo

Regressar a Milan Kundera

Nota prévia:Regresso a Praga para re-capturar o "perfume reflexivo" de Kundera, que suscita sempre uma meditação estranha do que somos, sonhamos e/ou desejamos ser no labirinto da nossa mente sob olhar atento da alma. Kundera é dos que fica, obviamente. 

Cada um ali vive intensamente sua vida, lhe dá um peso que equivale à imagem que fazem de si e as suas expectativas sobre os outros. Cada um ali se defronta com a leveza quando se despem disso, e suas vidas se tornam então insuportáveis.

_________________


O que é vertigem? Medo de cair? Mas porque temos vertigem num mirante cercado por uma balaustra sólida? Vertigem não é o medo de cair, é outra coisa. É a voz do vazio debaixo de nós, que nos atrae e nos envolve, é o desejo da queda do qual nos defendemos aterrorizados.

_______________________


Os cães são o nosso elo com o Paraíso. Eles não conhecem a maldade, a inveja ou o descontentamento. Sentar-se com um cão ao pé de uma colina numa linda tarde, é voltar ao Éden onde ficar sem fazer nada não era tédio, era paz.

Milan Kundera
________________________________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home