quinta-feira

Narrativas do Fim: Mª de Belém

Narrativas do Fim


Ela, a Mª de Belém já disse que "não abdica dos seus direitos" (e que "os exerce como entender"), que são, em rigor, os direitos duma classe política protegida, que se auto-protege, auto-favorece, auto-promove, auto-aumenta e muitos etc...
Mas o que a mesma Mª de Belém deverá saber, aqui e agora, é que os portugueses ABDICAM dela - por todas as razões e também por esta, a das subvenções vitalícias (que ela promoveu e defendeu) - contrastando com um país socialmente a arder.
Se a candidatura de Belém era já um LOGRO POLÍTICO - agora esse logro converteu-se num suicídio político e com cobertura radiofónica via antena da TSF - que aqui também fez serviço público.
Quando vejo a dita senhora penso sempre que poderia ter sido uma ministra de Passos Coelho ou uma adjunta de Paulinho Portas.

Por este andar e com estes resultados diante da opinião pública (e publicada), ainda vai a tempo...

___________________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home