quarta-feira

A plasticidade da política e dos agentes políticos. De súbito...

Nota prévia: De súbito, Cavaco já não adverte o XXI Governo Constitucional que pode vetar diplomas do Executivo; de súbito, a cooperação institucional entre Belém e S. Bento parece um mar de rosas; de súbito, Cavaco trata A.Costa não apenas com a cordialidade institucional, mas também com a cumplicidade só própria dos velhos amigos (que nunca foram). 
- De súbito, o PR aprova tudo e mais alguma coisa do Governo de esquerda empossado contra a sua própria vontade.
- De súbito, Cavaco comporta-se como aquele analfabeto que, não sabendo assinar, fecha os olhos e diz SIM a tudo vindo de S. Bento com um dedo borrado em tinta - a servir de carimbo oficial.
- De súbito, Cavaco percebeu que o Banif faz milagres políticos, desde que sejam os contribuintes a pagar a conta da desbunda de gestores e banqueiros incompetentes e corruptos. 
- De súbito, ou desde quase sempre, os portugueses descobrem aquilo que Almada, um século antes, dizia do rectângulo: Portugal continua um sítio mal frequentado. Até na partida de Belém... 


Cavaco Silva promulga Orçamento Retificativo e austeridade para 2016



Os cortes salariais na Administração Pública continuam mesmo até setembro, uma medida que o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado tentava evitar. O sindicato pediu esta quarta-feira ao Presidente da República que avançasse para uma fiscalização preventiva junto do Tribunal Constitucional, mas o pedido não foi tido em conta por Belém.
Também a contribuição extraordinária de solidariedade vai manter-se por mais um ano para quem tenha reformas de pelo menos 43 mil euros brutos anuais. Já o salário mínimo nacional aumenta de 505 para 530 euros.
Para além disso, Cavaco silva deixa passar as novas regras da sobr
etaxa de IRS para 2016, que agora passam a depender do rendimento de cada agregado familiar.
_______________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home