quinta-feira

Um retrato do Portugal "passista" pelo genial Raul Brandão - aqui recuperado


[...] Só uma coisa resta: iludir os desgraçados, levá-los para uma mentira cada vez maior, para que possam suportar a vida. Não se trata do bem ou do mal, do justo ou do injusto - trata-se de mentir, de mentir sempre - de mentir cada vez mais".

________

Obs: - Sem querer, ou talvez não, Raul Brandão deixa-nos aqui a caracterização dos ultras e arrebentas que tomaram conta de Portugal em 2011 - e estão a escavacar o que resta dele. Sem qualquer piedade, e em nome duma austeridade cega e com a cumplicidade criminosa do locatário de Belém, mais preocupado com a sua vaidade e lugar na história do que com aquilo que jurou defender e fazer respeitar. 






_______

Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home