domingo

À espera de Carlos Costa ou de Godot. Evocação de Samuel Beckett





Todos estamos à espera do REGULADOR que, afinal, nada regula; daquele que deveria ter intervindo e não o fez, deixando avolumar as imparidades, a fraude, a corrupção, o crime (no BPN, BCP, BPP e agora no BES) enfim, daquele que, por incompetência, laxismo e grave negligência fomentou o empobrecimento e as desigualdades na economia nacional. 

Isto mais parece uma peça de Samuel Beckett, À espera de Godott - em que os representantes deste teatro do absurdo - na linha de Eugène Ionesco - queria dizer com aquele diálogo interminável entre dois mendigos que diante do tédio da vida pensam constantemente no suicídio, mas não o concretizam, pois a corda disponível é fraca...

Aguardemos, pois, pelas "troiquices" do Governador do BdP - que irá certamente revelar créditos especiais para a recuperação do BES-tóxico que, em regra, jamais serão facultados aos clientes particulares. 

_________________


Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home