quarta-feira

A arrogância e o novo riquismo politico de Durão Barroso


Que se calem aqueles que dizem que a Comissão não é solidária com Portugal

DENISE FERNANDES


Portugal vai ter disponíveis 26 mil milhões de euros de fundos estruturais para o próximo ano, uma "pipa de massa", segundo Durão Barroso.
O acordo de parceria entre a Comissão Europeia e Portugal para o novo quadro de fundos comunitários disponibilizará cerca de 26 mil milhões de euros em fundos, uma "pipa de massa" para os próximos anos, segundo o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.
A apresentação do acordo decorreu há momentos, em São Bento, com Durão Barroso e o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.
Perante o acordo, Durão Barroso deixou o recado: "Que se calem aqueles que dizem que a Comissão não é solidária com Portugal".
"Trata-se agora de aplicar bem esses fundos. Graças a este acordo temos os instrumentos para aplicar bem e estou confiante em relação ao futuro de Portugal que vai contar com a solidariedade europeia", afirmou o antigo primeiro-ministro.
Durão Barroso considerou que os fundos europeus foram a "principal fonte de financiamento" da economia portuguesa nos últimos três anos, sublinhando que está confiante em relação ao período que agora se segue e que "simpaticamente o primeiro-ministro apelidou de pós-troika".
____________
Obs: Os fundos estruturais não são dádivas da UE, nem dos seus representantes e/ou dignitários eurocratas aos Estados-membros, resultam antes do conjunto das contribuições que esses mesmos Estados transferem para o budget comunitário e que depois regressam sob a forma de fundos de coesão/fundos estruturais em razão das contribuições individuais de cada Estado-membro, da sua população, dimensão, PIB e outros indicadores nacionais. 
Por isso, seria útil que esse verbo de encher que é Durão Barroso, o único antigo PM português que foi DESERTOR político no exercício de funções públicas no pós 25A - parasse de tratar os recursos financeiros da UE como se fossem uma coutada particular que um grupinho de amigos pudesse frequentar aos domingos de manhã, antes da missa. Até na forma como barroso se expressou revela o seu carácter e maneira de ser e de estar na vida, mas nem essa benesse, alavancada pelo desespero do alegado PM, fará dele um candidato credível a Belém, já que tinha sido esse o propósito de um conjunto de aparições cirurgicamente seleccionadas por aquele desertor.
Com efeito, esperemos que boa parte desses fundos estruturais sejam atribuídos às PMEs em prol da competitividade da economia nacional através do sistema de incentivos e de financiamento às empresas.
Neste contexto, creio que o actual Governo tenciona criar o tal Banco de Fomento para gerir e aplicar esses fundos estruturais, gastando, para o efeito, com cada administrador cerca de 10 a 13 mil €uros por mês só em salários quando. Na realidade, essa gestão e monitorização poderia ser realizada pela CGD ou por instituições do Estado incumbidas dessa tarefa e já com alguma experiência na implementação de fundos com vista à correcção das assimetrias regionais ainda existentes no país. 
Veremos, pois, como corre a execução desses fundos de coesão e de como as regiões (ainda que não haja regionalização!!! - talvez com Rui Rio à frente do PSD..) conseguem converter as tradicionais políticas públicas centradas nos investimentos em infra-estruturas do passado - em políticas focadas na promoção da economia nacional num contexto de internacionalização e de globalização - hoje mais exigentes.
De preferência, que todos esses fundos sejam aplicados sem os clássicos índices de corrupção e desbunda financeira que define a nossa administração na relação com algumas grandes empresas e empresários, e perante uma justiça totalmente inoperante que nada consegue fiscalizar e/ou punir nos casos de corrupção. 
Seja como for, o regresso destes fundos estruturais ao país é uma boa notícia, ainda que tenha sido publicitada da pior forma e numa conjuntura pré-eleitoral. Mas vindo de quem vem, nada faria supor que a sua publicitação fosse diferente ou gozasse do nível institucional adequado.

Nunca se viu uma couve gerar uma rosa!!!
_______________

Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home