quarta-feira

No Economic Outlook 2015 da OCDE



A OCDE prevê um crescimento de 1,6 % para este ano e 1,8 % em 2016. As previsões para 2015 estão em linha com as que o governo inscreveu no Programa de Estabilidade mas são mais pessimistas que os 2% fixados pelo executivo para o ano que vem.
No Economic Outlook 2015, publicado esta quarta feira, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico continua a prever uma descida do desemprego mas menos pronunciada ao corrigir em alta os valores para este e para o próximo ano. Em novembro, a OCDE previa para 2015 uma taxa de 12,8 por cento, agora é revista para 13,2%. Para 2016, a instituição previa no final do ano passado 12,4% de taxa de desemprego, agora antevê 12,6%.
Quanto ao défice, em relação ao ultimo relatório, a OCDE está mais pessimista para 2016. Em novembro a organização previa que Portugal terminaria o ano que vem com um défice de 2,3 %. Esse numero é revisto para 2.8 por cento. Para este ano, a OCDE mantém a última previsão e tal como governo, também acredita que o país vai sair do procedimento por défices excessivos ao apresentar um défice de 2,9 por cento.
Em relação à dívida, a OCDE prevê que a dívida pública, na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, se situe em 2015 nos 127,7 % do PIB. Para o ano, a OCDE prevê que a dívida desça para os 124,4 %.

__________

Obs: A retoma é frágil, as perspectivas de queda da taxa de desemprego são medíocres e o défice público continua na casa dos 130%. Eis o retrato dum governo despesista, que criticava no anterior, e incapaz de enfrentar o desemprego, o crescimento e de captar novos investimentos que coadjuvem na criação de riqueza e bem-estar em Portugal. 
_______________

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home